0

Gerenciamento do tempo para mulheres

Dicas ESTILO DE VIDA

Nós, mulheres, temos tido ultimamente menos tempo ou perdemos o controle?

A forma como administramos o dia impacta em nossa produtividade, saúde e senso de realização. Alguns métodos podem nos ajudar a utilizar o tempo da melhor forma.

 

A falta de tempo é uma das maiores queixas entre as mulheres. Chegamos até, muitas vezes, a julgar umas às outras, como se isso fosse apenas uma desculpa para não fazermos mais por nós mesmas, mas não é tão simples.

A forma como lidamos com nossas responsabilidades tende a ser diferente da do homem. Claro que não dá para generalizar, mas alguns fatores sociais e físicos influenciam a maneira como administramos nosso tempo e lidamos com o estresse diário.

Pesquisas revelam, por exemplo, que somos mais sensíveis ao estresse. Por outro lado, o hormônio estrogênio nos ajuda a lidar com isso com mais resistência. Outra curiosidade é que o cérebro feminino faz mais conexões entre os dois hemisférios, contribuindo para que sejamos mais hábeis em realizar diferentes tarefas ao mesmo tempo. Fora o fato de que tendemos a verbalizar mais, aliviando o peso de determinadas situações.

As diferenças não param por aí e a ciência vem sempre apresentando novas descobertas e derrubando mitos. O que podemos afirmar é que não só pelas características físicas, mas também por pressão social e fatores culturais, acabamos correndo contra o tempo e suportando níveis de estresse que não nos fazem bem no médio e longo prazo. Em alguns momentos, é natural que não “aguentemos o tranco”.

Como driblar a falta de tempo

Não existe uma receita pronta para todas as mulheres, mas algumas técnicas podem ser adaptadas a sua realidade e estilo de vida. A grande questão é aprender a gerenciar seu próprio tempo.

O consultor Christian Barbosa, especialista no assunto, formulou um método interessante – é a chamada Tríade do Tempo. Basicamente, a metodologia classifica nossas tarefas diárias entre importantes, urgentes e circunstanciais.

As importantes são as que têm prazo para serem realizadas, trazem benefícios e têm relação clara com nossa missão de vida. As urgentes são atividades que devemos realizar imediatamente, porque perdemos ou estamos muito próximas de perder um prazo. Já as circunstanciais são aquelas que desperdiçam nosso tempo e geralmente são motivadas por pressão de outras pessoas.

Segundo o consultor, tendemos a dedicar a maior parte de nosso tempo às tarefas urgentes e circunstanciais e menos às importantes, sendo que o ideal é que dediquemos cerca de 70% de nosso dia às tarefas importantes, 20% às urgentes e 10% às circunstanciais.

E como fazer isso? O especialista dá excelentes dicas em seu canal no YouTube. Vale muito a pena conferir! E para já começar a ajudar você nessa jornada, selecionamos um vídeo da empreendedora Ju Tolêdo, que revela 7 práticas que ela mesma desenvolve no dia a dia, em meio a sua rotina agitada.

Nossas bolsas e carteiras têm tudo a ver com o tema. Sob o conceito slow fashion, desenvolvemos acessórios atemporais que facilitam o dia a dia e expressam o estilo próprio da mulher dinâmica de hoje. Saiba mais e confira nossas peças!



Posts antigos Post recentes


Deixe um comentário

Comentários devem ser aprovados antes de postados.

Siga-nos também no Instagram: @_binari